Luffy, Zoro, Sanji e Jinbe – Quarteto Monstro – M4rkim

Letra da música

Luffy, Zoro, Sanji & Jinbe – Quarteto Monstro

Todos vão comer, aquele dia no Baratie
Me explica como esse dia eu vou esquecer
O moleque esquisito me chama pra cozinhar
Pro bando do Chapéu de Palha, então agora eu me juntei

Ei, por acaso, você já ouviu falar
Sobre um mar tão lendário
Que todos chamam de All Blue?

Em uma dama, eu jamais vou encostar
Mas se eu ver isso na minha frente
Cê vê o que eu faço com tu

Se eu lutar com as mãos
Os dotes se comprometem
Então luto só com as pernas
É o mano da black leg

Não me chame de Vinsmoke
Esse sobrenome, enterre
Jogo fumaça pro alto
Te bato e ainda faço rap

É que se toca em quem amo
A minha perna incendeia
O filho defeituoso veio da melhor maneira?

Demônios, diablos no chute
Talvez assim, cê entenda
Acho ironia por eu ter nascido 6.6.6

Vou te enfrentar, meu mano, vou te enfrentar
Da forma que cê quer e agora eu vou ter que usar
Porque se a luta acabar e eu não for mais o mesmo
Zoro, eu peço piedosamente pra cê me matar

É que eu sinto medo de perder as emoções
Inocente, nem viu que o fogo azul se espalha
Ser mais forte e perder minhas emoções
O que é mais útil para o próximo Rei dos Piratas?

Filho de quem? Meu mano, cê não entendeu
Meu único pai é aquele que salvou a minha vida
Filho de quem? Meu mano, cê não entendeu
Sou o único experimento que Judge aceitaria

Veja o fogo, essa fumaça torra
Porque eu tô ciente, ele vai ser o Rei um dia
Se eu te vencer, ele vai tá a um passo disso
Diable Jambe te derrota, destronando a rainha

Precisa de asas, pro céu alcançar
Precisa de alguém que viva como mar
Sem eles, não é ninguém e vão até a morte
Pelo seu bando, vão além, os quatro mais fortes

Das profundezas eu vi dois extremos
“Perdoe os humanos ou vá pra batalha”
Hoje, experiente, vejo que fui tolo
Achei que seria simples fugir das amarras

Sabe que a escravidão marca meu povo?
Pela liberdade, nado até no fogo
Foi na liberdade que eu vi um garoto
Ir contra imperadores, sendo um sol pra todos

Eu sou um Tritão, então tem minha palavra
De Ex-Shichibukai, um guerreiro das águas
Quero entrar pro bando pra ver a jornada
Do homem que será o Rei dos Piratas

Ei, Chapéu de Palha, somos diferentes
De mundos opostos, culturas e traumas
Ei, Chapéu de Palha, tu salvou a gente
No processo perdeu sangue e quem te salva?


 

Eu vou te salvar, mesmo sendo proibido
Não importa a raça, o sangue é vermelho
E meu sangue estará contigo

Quando você chorar, pense nos seus amigos
Atrás do timão, sob as ordens do meu capitão
Cruzo o infinito

Das profundezas, eu vi dois extremos
“Perdoe os humanos ou vá pra batalha”
Hoje, experiente, vejo que fui tolo
Achei que seria simples fugir das amarras

Sabe que a escravidão marca meu povo?
Pela liberdade, nado até no fogo
Foi na liberdade que eu vi um garoto
Ir contra o governo, sendo um sol pra todos

Precisa de asas, pro céu alcançar
Precisa de alguém que viva como mar
Sem eles, não é ninguém e vão até a morte
Pelo seu bando, vão além, os quatro mais fortes

Eu prometi isso pra ela
E agora, pelo meu bando, eu serei forte (forte)
Preciso honrar minhas promessas
Que foram feitas diante da morte (morte)

Empunhando minhas 3 espadas, começa a luta (uh)
De ti, somente pedaços restou
Isso é o melhor que tá tendo?
Acho que, pra guerra, não se preparou

E se isso for pelo meu bando
Posso morrer por ti
Não aconteceu nada aqui
“Não aconteceu nada”

Em minhas mãos vai ver
A espada de Oden
Seu peito, marquei?
Por acaso, eu te lembro alguém?

Não pode ter falha
Eu devo ser uma asa do Rei, Rei
Então também tenho essa tal vontade
De um Rei, Rei

Precisa de asas, pro céu alcançar
Precisa de alguém que viva como mar
Sem eles, não é ninguém e vão até a morte
Pelo seu bando, vão além, os quatro mais fortes

Se for pra morrer, eu morreria sorrindo
Mas a sua morte me choca e me dói tanto
Mas meu bando

Sem meus companheiros
Eu sei que eu não consigo
E agora sinto que o meu final tá chegando

O que eu seria sem vocês?
Hahaha, hahaha, hey
Hahaha, hahaha, hey

Você pergunta qual a graça
Eu te pergunto como que cê não vê?
Tem um dragão fazendo palhaçada
E um cara de borracha fazendo o que quer

Puxando o chão, pulando corda
E taca raio no inimigo
Essa foi quase, que manobra
Mais que mundo divertido

Tá, tá, tá tudo
Tá, tá, tá tudo doido
Vou cuidar desse dragão
Enquanto cês cuidam dos outros

E a luta é pah, pow, pah
Ela é diferenciada, olha o estado que tu tá
Kaidou vou afundar tua cara

Vamo brincar com o dragão agora mesmo
A luta virou playground
Cê lembra o meu começo

Eu passo a quinta marcha
E você passou de ré
Seus ataques não funcionam
E eu ainda tô de pé

O mundo que eu quero
Ora, qual que é?
O mundo onde todos
Comem o que quiser

Precisa de asas, pro céu alcançar
Precisa de alguém que viva como mar
Sem eles, não é ninguém e vão até a morte
Pelo seu bando, vão além, os quatro mais fortes


 

Ouça mais: Anime

M4rkim - Luffy, Zoro, Sanji & Jinbe (One Piece) - Quarteto Monstro

Informações sobre a música Luffy, Zoro, Sanji & Jinbe – Quarteto Monstro

Artista: M4rkim
Álbum: Single
Compositores: M4rkim / Oricadia / Rodrigo Zin
Gênero: Anime
Data de lançamento: 2024
Vídeo oficial postado no YouTube em: 15 de abril de 2024

Visualizações de ‘Luffy, Zoro, Sanji & Jinbe – Quarteto Monstro‘ no YouTube (em tempo real):

Carregando…

Veja mais letras de músicas de M4rkim.